O que é chatbot e como aplicá-lo na sua empresa

Category: Uncategorized

Chatbots estão em alta no mundo do marketing digital. O tema passou a figurar nas discussões desde que o ChatGPT (fique atento às nossas redes para saber mais) foi lançado no fim do ano passado, dando um grande passo para a evolução do uso de inteligências artificiais (IAs). Um chatbot é uma ferramenta de automação …

Chatbots estão em alta no mundo do marketing digital. O tema passou a figurar nas discussões desde que o ChatGPT (fique atento às nossas redes para saber mais) foi lançado no fim do ano passado, dando um grande passo para a evolução do uso de inteligências artificiais (IAs).

Um chatbot é uma ferramenta de automação de marketing capaz de enviar mensagens pré-programadas para outras pessoas. Com a adição de IAs nessa equação, as possibilidades para o uso se expandiram muito. Agora é possível que a própria ferramenta elabore as respostas enviadas.

Principais vantagens do chatbot

Os principais benefícios que um chatbot pode trazer para a sua empresa estão principalmente relacionados à comunicação e à experiência que o cliente tem com ela.

Pensando em comunicação, essa ferramenta possibilita que a sua empresa se comunique em novas mídias, como WhatsApp, Telegram, Instagram e outros mensageiros. Além disso, em uma estratégia omnichannel (leia mais neste post), ajuda a reforçar comunicados de outras mídias, como enviar um e-mail marketing ou avisar sobre uma promoção que está acontecendo no site da sua empresa.

Já pensando na experiência do cliente, o chatbot pode ser muito útil para os vários processos do funil de vendas, como criação e qualificação de leads. Outro ponto que deve ser destacado é o pós-venda. Por exemplo, a ferramenta pode ser programada para enviar mensagens aos consumidores, fazer perguntas sobre satisfação e até dar dicas sobre o que fazer com o produto adquirido. Essa relação mais próxima com os clientes é importantíssima para a fidelização, gerando vendas cada vez maiores.

Como aplicar chatbot na sua empresa

O primeiro passo para inserir um chatbot na sua estratégia é ter objetivo definido e estabelecer qual parte do processo a ferramenta otimizará. Depois, é preciso desenvolver uma API para aplicá-la no app de mensagem escolhido ou contratar uma empresa que desenvolva esse tipo de solução, como a Átimo Digital.

Seguindo para o desenvolvimento do seu chatbot, é preciso desenhar uma “árvore de decisões”, um fluxograma que ele deve seguir de acordo com cada resposta recebida. Em seguida, verifica-se o momento de personalização, em que se incrementa a personalidade do seu chatbot, como seu tom de voz e maneira como ele reagirá em cada situação Essa é uma tecnologia que tem muito para colaborar com o seu negócio, e seu desenvolvimento é constante. Para ter acesso a soluções personalizadas, como a automação de marketing, pensadas para cada processo da sua empresa e desenvolvidas por uma equipe qualificada, que tem nos dados a base para tomar decisões estratégicas, conte com a Átimo Digital. Nossa missão é levar o seu negócio sempre além!

Porque inserir o WhatsApp na sua estratégia de comunicação

Category: Uncategorized

WhatsApp se tornou um poderoso canal de comunicação, e não apenas para uso pessoal. Você sabe como incluí-lo na estratégia de comunicação da sua empresa? Nós podemos ajudar. Presente em 92% dos smartphones brasileiros, segundo dados da Folha de S. Paulo de 2022, o aplicativo de mensagens é a melhor opção para quem busca se …

WhatsApp se tornou um poderoso canal de comunicação, e não apenas para uso pessoal. Você sabe como incluí-lo na estratégia de comunicação da sua empresa? Nós podemos ajudar.

Presente em 92% dos smartphones brasileiros, segundo dados da Folha de S. Paulo de 2022, o aplicativo de mensagens é a melhor opção para quem busca se comunicar com clientes de forma rápida e eficaz. O WhatsApp é especialmente interessante para marcas que buscam criar relacionamentos mais pessoais e sólidos com seus consumidores.

Outra característica que o destaca em relação a outras mídias é sua assertividade. Por exemplo: a taxa de abertura de um e-mail marketing não passa dos 30% – tendo em vista que a maioria das pessoas sequer tem o hábito de verificar sua caixa de entrada todos os dias. Já no WhatsApp, essa taxa é muito maior – 50% dos usuários afirmam verificar as mensagens recebidas pelo menos uma vez ao dia, segundo o Backlinko.

A melhor forma de implementá-lo em sua estratégia de comunicação é por meio da automação. Dessa maneira, é possível fazer com que o seu negócio esteja disponível 24h, durante todos os dias da semana. Ferramentas que seguem esse modelo permitem programar mensagens-padrão, disparos em massa e respostas baseadas em gatilhos.

Além disso, também é possível utilizar chatbots – baseados em inteligência artificial –, que permitem envios personalizados para os clientes.

Essas interações rápidas colaboram muito para a criação de laços entre o consumidor e a empresa, o que resulta em uma melhora na experiência de consumo e na fidelização.

Em uma estratégia omnichannel, o WhatsApp pode ser usado para a realização de pesquisas de satisfação ou o envio de dicas sobre produtos ou anúncios de novidades.

É sempre importante lembrar que, antes de inserir novas mídias em seu plano de comunicação, é preciso elaborar estratégias sólidas, baseadas em dados e pesquisas. A Átimo Digital pode ajudá-lo em todos esses processos. Somos especialistas em marketing digital e desenvolvemos soluções personalizadas para as necessidades de cada negócio.

Conte conosco para alavancar os resultados da sua empresa.

Saiba quais são os tipos de inteligência artificial

Category: Uncategorized

Inteligências artificiais (IAs) estão cada vez mais presentes em nossas vidas, mas pouca gente sabe que existem diferentes tipos de IAs e quais são suas utilidades. Inteligência artificial estreita (ANI) Tecnicamente, todas as IAs que existem, até o momento, se encaixam nessa definição. Inteligências desse tipo se dedicam a apenas uma tarefa específica por meio …

Inteligências artificiais (IAs) estão cada vez mais presentes em nossas vidas, mas pouca gente sabe que existem diferentes tipos de IAs e quais são suas utilidades.

Inteligência artificial estreita (ANI)

Tecnicamente, todas as IAs que existem, até o momento, se encaixam nessa definição.

Inteligências desse tipo se dedicam a apenas uma tarefa específica por meio de recursos semelhantes aos dos humanos. Assim, não podem fazer nada além do que foram programadas, por isso tem um gama de competências menor. Por outro lado, por sua dedicação exclusiva para determinado problema, são capazes de resolvê-lo de forma mais eficaz.

Inteligência artificial geral (AGI)

São as IAs que aprendem, percebem, compreendem e funcionam como um ser humano, de forma independente.

Também são capazes de realizar tarefas de maneira multifuncional, desenvolvendo competências e formando conexões e generalizações para resolver problemas como um humano.

Além disso, precisam de menos tempo para aprender padrões de comportamento.

Superinteligência artificial (ASI)

Até onde podemos imaginar, esse será o auge das pesquisas de inteligência artificial. IAs desse tipo serão completamente autônomas e conscientes, capazes de superar a inteligência humana.

Ao invés de replicar comportamentos humanos, a ASI permitirá que máquinas se desenvolvam para tal, fazendo com que elas tenham consciência própria.

Para negócios, a IA já é realidade, permitindo que várias tarefas importantes para a sua empresa sejam realizadas de forma muito mais eficaz, além de reduzir diversos gastos.

Nesse cenário, a Átimo desenvolve uma série de serviços de automação que podem ajudar muito no crescimento da sua empresa. Conheça os nossos serviços!

Entenda o que são Data Management Platforms (DMPs)

Category: Uncategorized

São plataformas que têm a função de unificar grandes volumes de dados e apresentá-los de maneira útil para profissionais. Formam um centro de dados com informações de clientes provenientes de diversos meios digitais. As fontes dos dados coletados Com a ferramenta certa de DMP, é possível coletar dados de três fontes diferentes: 1st party data …

São plataformas que têm a função de unificar grandes volumes de dados e apresentá-los de maneira útil para profissionais. Formam um centro de dados com informações de clientes provenientes de diversos meios digitais.

As fontes dos dados coletados

Com a ferramenta certa de DMP, é possível coletar dados de três fontes diferentes:

1st party data

Dados gerados pelo próprio negócio. Provenientes do site, das redes sociais, do aplicativo e da plataforma de CRM.

São dados que o usuário fornece espontaneamente e refletem seu comportamento.

2nd party data

Dados de outras empresas do mesmo segmento. Geralmente, esses dados são obtidos de parcerias entre organizações.

3rd party data

Dados de fontes externas, geralmente comprados de empresas especializadas nesse tipo de serviço.

A plataforma separa todos esses dados pseudônimos de forma segmentada e traça os perfis anônimos dos consumidores.

Benefícios do DMP

Os principais benefícios do DMP são:

Coleta, organização e análise de dados

Com DMP, seu time tem fácil acesso a todas as informações necessárias, de forma muito mais organizada.

Estratégias mais assertivas

Com acesso a tantas informações, é possível segmentar seus consumidores. Assim, as estratégias podem ser pensadas e adaptadas à realidade do seu negócio, com a consciência de qual é o seu público e de onde ele está.

Aumento das taxas de conversão e Return of Investiment(ROI)

Com mais assertividade, seus resultados serão maiores. É importante lembrar que, quanto maior seu público, mais dados serão coletados, ou seja, a DMP continuará constantemente colaborando para o crescimento do seu negócio.

Quer implementar uma plataforma de gerenciamento de dados na sua empresa? Conte com a Átimo! Estamos prontos para entregar a você todas as ferramentas necessárias para o seu crescimento.

Saiba o que é inteligência de dados

Category: Uncategorized

Para que empresas tomem as melhores decisões, é crucial que suas estratégias tenham embasamento sólido, o que pode ser alcançado por meio dos dados gerados pelo negócio. Mas não basta apenas ter uma base de dados com muitas informações armazenadas; é preciso que todas elas sejam analisadas e que se extraia o que é mais relevante. É para isso que a inteligência de dados …

Para que empresas tomem as melhores decisões, é crucial que suas estratégias tenham embasamento sólido, o que pode ser alcançado por meio dos dados gerados pelo negócio.

Mas não basta apenas ter uma base de dados com muitas informações armazenadas; é preciso que todas elas sejam analisadas e que se extraia o que é mais relevante. É para isso que a inteligência de dados serve.

Quais são as vantagens da inteligência de dados?

Com dados bem analisados, fica simples formular insights que ajudarão a sua empresa a se adaptar rapidamente às tendências de mercado. 

Além disso, eles trazem oportunidades para a inovação dentro do negócio, o que impacta diretamente na produtividade e na competitividade.

Como implementar a inteligência de dados?

Para que seus dados sejam utilizados de maneira inteligente, é crucial contar com ferramentas de automação, que permitem gerenciar um grande volume de dados de maneira prática e objetiva.

Para isso, a Átimo desenvolve ferramentas de automação adequadas para as necessidades da sua empresa. Elas ajudarão você a elaborar estratégias cada vez mais eficientes.

Seus Dados estão seguros?

Category: Uncategorized

Seus dados na internet se tornaram um bem muito valioso e cada vez mais visado por criminosos. A segurança de dados é um dos compromissos da Átimo, por isso vamos dar algumas dicas para que você se mantenha seguro. Evite sites suspeitos Muitas pessoas têm seus dados vazados porque não dão a devida atenção à …

Seus dados na internet se tornaram um bem muito valioso e cada vez mais visado por criminosos. A segurança de dados é um dos compromissos da Átimo, por isso vamos dar algumas dicas para que você se mantenha seguro.

Evite sites suspeitos

Muitas pessoas têm seus dados vazados porque não dão a devida atenção à segurança dos sites que acessam.

Geralmente, costumam chegar a esses sites por meio de links recebidos no e-mail ou em aplicativos de mensagem. O primeiro passo, ao receber um link, é verificar se quem fez o envio é uma pessoa de confiança.

Ao acessar um site, verifique se, ao lado da URL, há o sinal de cadeado trancado – essa é a forma de seu navegador indicar se o site é confiável ou não. Verifique também se a URL apresenta o termo https:// logo em seu início.

Elabore senhas fortes

Elaborar senhas fortes é crucial para a segurança dos seus dados. É importante variá-las ao máximo, pois isso impede que, ao descobrir uma de suas senhas, hackers consigam acessar seus dados em outros sites.

Evite criar senhas óbvias, como datas de nascimento, nomes de parentes etc. Além disso, procure elaborar senhas grandes, entre oito e dez caracteres. Utilize também letras maiúsculas, minúsculas, números e principalmente caracteres especiais, como @, #, &, %, !.

Utilize verificação de duas etapas

Essa é uma solução muito simples e eficaz para aumentar a segurança dos seus dados nas redes sociais. Esse tipo de verificação permite que, ao tentar acessar a sua conta em determinados sites, seja necessário que você confirme a sua identidade. Essa confirmação pode ser feita por e-mail, SMS ou aplicativos de autenticação, como o Microsoft Authenticator e o Google Authenticator. Além de seguros, ambos são gratuitos.

Evite salvar dados de pagamento

Procurando facilitar as nossas vidas, sites de compras passaram a permitir que usuários salvem suas informações de pagamento para compras futuras.

Contudo, isso facilita a vida de criminosos. Para ter acesso aos seus cartões de crédito e débito, bastaria conseguir o seu login em lojas virtuais.

O recomendado é não salvar essas informações e, sempre que possível, utilizar cartões virtuais, os quais podem ser emitidos no app do seu banco.

Busque constantemente maneiras de manter a segurança de seus dados; uma delas é continuar nos acompanhando para receber mais conteúdos relevantes como esse.

Como o fim dos cookies afetará o futuro da propaganda

Category: Uncategorized

Para atingir os consumidores com maior precisão, a publicidade digital depende do uso de audiências de clientes construídas a partir da captura de nossos dados digitais. A coleta dessas informações e realizada por empresas de tecnologia, chamadas de DMPs – Data Management Platforms – que inserem pequenos códigos de programação – ou tags – em …

Para atingir os consumidores com maior precisão, a publicidade digital depende do uso de audiências de clientes construídas a partir da captura de nossos dados digitais.

A coleta dessas informações e realizada por empresas de tecnologia, chamadas de DMPs – Data Management Platforms – que inserem pequenos códigos de programação – ou tags – em sites de parceiros, passando a registrar e armazenar o nosso comportamento de navegação.

As novas leis de proteção de dados pessoais têm determinado critérios mais restritivos para coleta de informação, dentro os quais, a necessidade de que haja um consentimento por parte do consumidor. Big Techs como Google e Microsoft reagiram rapidamente, eliminando a possibilidade de capturar de dados por meio de cookies de terceiros em seus browsers.

Em consequência disso, tem havido uma drástica diminuição das audiências oferecidas pelas DMPs, comprometendo a capacidade da publicidade digital definir públicos mais assertivos e potencialmente de maior retorno financeiro.

Frente a isso, enquanto as DMPs e plataformas de tecnologia não encontram soluções técnicas para viabilizar novas formas de captura de dados em compliance com as novas leis de publicidade, anunciantes de todos os setores econômicos têm procurado alternativas para obter por conta própria os dados de seus consumidores. Grandes empresas de bens de consumo, por exemplo, têm se lançado de programas de fidelidade para estimular seus clientes a registrar seus dados pessoais e suas compras.

A boa notícia é que esses dados capturados pela própria empresa – chamados de first party data - têm se mostrado ainda mais eficientes que os dados oferecidos pelas DMPs (3rd party data) que eles vieram a substituir, apresentando uma conversão em vendas sensivelmente superior. Segundo dados da BCG – Boston Consulting Group, a publicidade alimentada com dados pessoais é duas vezes superior àquela que faz uso de audiências tradicionais.

Seja pela restrição dos cookies das DMPs ou pela maior eficiência do first party data, o fato é que estamos vivendo um momento em que a posse das informações pessoais de clientes está no centro da estratégia corporativa de todas as grandes marcas.

4 Tendências para o Marketing Digital em 2022!

Category: Uncategorized

O ano de 2021 foi favorável para o marketing digital. Estratégias novas, muitas empresas entrando no digital, e muitos serviços físicos passando para o on-line, facilitando a vida das pessoas. E 2022 promete ser um ano muito promissor, confira abaixo quatro tendências que prometem vir fortes para o marketing digital. Chatbots Tendência desde o ano …

O ano de 2021 foi favorável para o marketing digital. Estratégias novas, muitas empresas entrando no digital, e muitos serviços físicos passando para o on-line, facilitando a vida das pessoas. E 2022 promete ser um ano muito promissor, confira abaixo quatro tendências que prometem vir fortes para o marketing digital.

Chatbots

Tendência desde o ano passado, os chatbots cada vez mais vêm fazendo parte das empresas, facilitando a conversação entre cliente e marca. Porém, será preciso humanizar esse serviço e aumentar a abrangência de assuntos que os bots podem ser capazes de responder. Com as possibilidades de evolução, esse serviço promete deixar de ser opção e se tornar uma necessidade.

Marketing Interativo

O Marketing Interativo está na mira das agências e dos influenciadores, trazendo pontos em alta quando se trata de redes sociais. As lives e o social selling (vendas dentro das redes sociais) são os maiores exemplos disso. As lives permitem a conexão ao vivo da marca ou do influenciador com os seus seguidores e clientes, além de permitir colabs ao vivo com qualquer pessoa, dando preferência para aquelas que tragam autoridade para o nicho.

Assinaturas dentro do Instagram

Nesse comecinho de 2022, o instagram já começou a testar a Assinatura, que tem como proposta oferecer uma vantagem para os seguidores de determinado criador de conteúdo, marca ou influenciador. Essa nova ferramenta permitirá colocar conteúdos exclusivos para os seguidores (algo que alguns já faziam, porém na parte de melhores amigos, que sofreu diversas mudanças no último semestre) que assinarem os serviços do criador.

Novos desafios para a LGPD Com as pessoas cada vez mais se entendendo não só como usuários mas como indivíduos digitais, novas repartições jurídicas devem surgir. A imersão digital não para de crescer, e a proteção de cada pessoa on-line é cada vez mais necessária para tudo que está em jogo. Novos conceitos como o metaverso não se adequam mais às leis existentes, e o número de usuários vai crescer muito até o fim deste ano, requisitando uma forte atenção. (Nós da Átimo Digital atendemos a todos os requisitos de segurança digital, fale com a gente!)

Customer experience e omnichannel: melhores estratégias para aperfeiçoar o relacionamento com o cliente

Category: Uncategorized

A forma como os consumidores se relacionam com as marcas mudou. Diante dessa afirmação, entendemos que o marketing não deve ser pautado unicamente por peças criativas. Os dados são excelentes ferramentas, que, juntamente com as análises, podem aperfeiçoar as estratégias dos negócios. Então, lembrem-se: a compra é uma jornada de consumo que abrange diferentes comportamentos …

A forma como os consumidores se relacionam com as marcas mudou. Diante dessa afirmação, entendemos que o marketing não deve ser pautado unicamente por peças criativas. Os dados são excelentes ferramentas, que, juntamente com as análises, podem aperfeiçoar as estratégias dos negócios. Então, lembrem-se: a compra é uma jornada de consumo que abrange diferentes comportamentos do consumidor.

Analisando-se isso, é possível criar um mapa entre o primeiro contato com a marca e o que acontece a seguir. Saber falar corretamente com o seu público em cada etapa ao longo dessa trajetória é essencial para a expansão da sua empresa. Isso permite a comunicação direta com seu potencial cliente, possibilitando estabelecer um relacionamento entre ele e a marca por um longo período.

Dessa forma, é fundamental criar uma estratégia de informação e canais para se conectar ao cliente. E boas iniciativas neste foco podem ser a customer experience – CX e a omnichannel.

A Átimo te ensina agora como essas estratégias funcionam na prática.

Customer Experience – CX

A customer experience – CX entende o processo de venda como uma jornada, em que deve ser analisado o comportamento do consumidor desde a decisão de comprar até o pós-venda centrado no cliente. Sendo assim, as ações devem ser embasadas em três pontos: o esforço, que facilita a ligação entre a empresa e o cliente; o emocional, quando se cria um vínculo com a marca; e o sucesso, que visa demonstrar o interesse da empresa na usabilidade do produto pelo cliente.

Para alcançar os objetivos desejados, a estratégia de CX abarca iniciativas como a personalização do canal e do atendimento; o interesse e a resposta da marca perante críticas, elogios e dúvidas; e o gerenciamento eficaz da comunicação com o cliente (e-mails, redes sociais, telefone).

Dessa forma, é imprescindível o uso e a eficiência da automação de marketing para colocar a estratégia de CX em prática. Essa ação se vale do uso de agentes virtuais, como chatbots, ferramentas de machine learning e até o processamento de linguagem natural (PLN).

Omnichannel

Já a estratégia de omnichannel é quando uma empresa atua em mais de um canal de relacionamento de maneira integrada, com lojas físicas, meios digitais, telefone etc. O foco é evitar completamente que processos de cada canal operem separadamente, evitando, assim, problemas para o consumidor.

Portanto, a omnichannel consiste em integrar esses canais, a fim de que coadunem como um só histórico do cliente. Isso representa uma atuação da marca mais efetiva perante seus consumidores.

Na prática, os clientes que fornecem informações na hora da compra, por exemplo, em loja física, se precisarem de outro atendimento via telefone ou internet, já terão seus dados e histórico armazenados na plataforma da empresa.

Entre os benefícios gerados pela estratégia está o cruzamento de dados, que permite criar novas estratégias de venda e melhorar a experiência dos clientes; e possibilita a observação do comportamento de clientes com a marca ao longo do tempo, de maneira prática e eficiente.

Com a estratégia correta vem o sucesso, não só de vendas, mas no relacionamento com o cliente. A Átimo é especializada em gerenciamento da jornada do cliente. Fale conosco!